quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Entidades debatem luta por energia elétrica limpa para o Brasil


Em continuidade à articulação da campanha “Por uma nova política energética para o Brasil”, o Fórum Mudanças Climáticas e Justiça Social (FMCJS), do qual faz parte a CNBB, se reunido nos dias 24 e 25 de setembro em Brasília (DF). Na ocasião, as entidades fizeram uma análise crítica dos projetos hidrelétricos na Amazônia, e partilharam as ações realizadas em prol da defesa do uso de fontes de energias limpas.
Os participantes definiram manter a articulação nacional pela nova política energética para o Brasil. Apoiaram também a proposta de realização de um Fórum Social Temático sobre energias, a nível mundial, para o ano de 2014. O grupo também se comprometeu a acompanhar o Conselho Nacional de Políticas Energéticas. “As organizações da sociedade civil, sobretudo, os representantes dos afetados pelas construções de usinas hidrelétricas, ainda estão ausentes deste Conselho”, explica o assessor da Comissão Episcopal para o serviço da Caridade, Justiça e Paz, padre Nelito Dornelas.
De acordo com o assessor, as resoluções do encontro são necessárias e urgentes, sobretudo, diante da necessidade de tornar públicas para a sociedade brasileira informações sobre as usinas hidrelétricas e as emissões de gases poluentes. “Precisamos desmistificar a ideia de que são produtoras de energia limpa, bem como o debate sobre a energia nuclear, cujos projetos encontram-se em andamento, sem um amplo debate com a sociedade”, afirma.
 
Fonte:www.cnbb.org.br
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário